O mês das mulheres chegou! Confira a lista de séries e filmes de mulheres incríveis para te inspirar

Você já parou para pensar quantos filmes ou séries temos mulheres como protagonistas?

Se avaliarmos isso anos atrás, essas opções poderiam ser contadas nos dedos ou seriam poucas biografias em casos isolados! Mas, felizmente, isso mudou!

Em produções onde a arte imita a vida, temos várias opções de séries e filmes que exaltam e representam a força das mulheres. Podemos destacar mulheres completamente diferentes, exercendo vários papéis, sem seguir padrões ou estereótipos formulados para elas.

Em comemoração ao mês em homenagem a elas, separamos uma lista incrível de produções de mulheres ocupando o papel central das tramas para nos inspirar em várias personalidades, enredos, facetas e complexidade do universo feminino. Para aqueles que não curtem séries, escolhemos opções de filmes e documentários tão especiais quanto as séries. Confira!

The Handmaid’s Tale – O Conto da Aia:

Se você gosta de mulheres fortes não pode deixar de assistir essa série! As personagens Emily, June, Maia e outras nos mostram como mulheres podem ser fortes, em cenas impressionantes com uma produção incrível. A série traz um enredo forte, revolucionário e muito questionador sobre o mundo feminino e suas funções na política, religião e na formação da sociedade.

The Crown:

A série tem como protagonista nada menos do que Elizabeth II. Para aqueles que estão acostumados em ver a atual Rainha da Inglaterra e toda sua força, não imagina a quantidade de desafios e conflitos que os herdeiros do trono inglês precisam enfrentar. A história traz uma perspectiva diferente do que é visto nos jornais. A semelhança dos personagens com a vida real impressiona, além de um figurino impecável.

Anne with an E:

A história conta a vida de uma órfã no século 19, que precisa enfrentar uma série de desafios e preconceitos após ser adotada por um casal de irmãos. Ao contrário do padrão convencional de menina órfã, triste e acanhada, Anne demonstra como superar os desafios, quebrar estereótipos e inspirar todos ao seu redor mesmo com tantas adversidades. A série aborda temas ainda atuais e traz muitas reflexões interessantes.

Big Little Lies:

A série tem não só como atrizes, mas também como produtoras Nicole Kidman e Reese Witherspoon, que optaram por construir personagens que retratassem os problemas e questionamentos reais das mulheres atuais. Temas raramente discutidos nas séries como, violência doméstica, maternidade real, estupro e abusos psicológicos são abordados na trama e muito importantes para o mundo feminino.

A vida e a história de Madam C.J. Walker:

A série tem apenas quatro episódios, mas conta a incrível história da primeira mulher milionária dos Estados Unidos a conquistar sua própria fortuna. A protagonista é uma mulher forte, destemida, que enfrenta situações adversas e consegue criar uma linha de produtos capilares e cosméticos para mulheres negras em um enredo surpreendente e muito inspirador.

Coisa mais linda:

a história é passada nos anos 50, onde a protagonista Maria Luiza tem sua vida transformada de um dia para o outro quando seu marido desaparece. Uma série com discussões atuais, com personagens fortes, feministas, corajosas, lindas, completamente diferentes, mas todas muito especiais. A produção ainda conta com um repertório de bossa nova apaixonante que não dá para parar de escutar.

Filmes e Documentários

Amy:

A produção é construída através de vídeos caseiros cedidos pela família da cantora que faleceu em 2011, aos 27 anos. Além de demonstrar o talento inquestionável de Amy Winehouse, é um documentário emocionante que relata a força e ao mesmo tempo a fragilidade de toda a sua vida, adolescência, até sua morte, muito precoce, em 2011.

Frida:

Não teria como falar de mulheres fortes e especiais e não mencionar Frida Kahlo. Uma das principais artistas da história do México, o filme relata a história da pintora, uma mulher corajosa e uma das principais referências do feminismo e da arte mundial.

Lady Di: suas últimas palavras:

O documentário da National Geographic usa entrevistas inéditas e vídeos pessoais da princesa Diana com revelações sobre o conturbado e polêmico casamento com o Príncipe Charles. A produção mostra uma Diana bem parecida com as mulheres “normais”, com problemas e inseguranças como toda mulher tem, muito diferente do que era noticiado pela mídia inglesa na época.

Jackie:

Natalie Portman dá vida à primeira-dama americana nos dias que se seguiram ao assassinato de seu marido, o presidente John F. Kennedy, narrando o seu ponto de vista da história a um repórter enquanto revive os momentos mais intensos de sua vida.

Malala:

Malala Yousafzai, uma garota de 15 anos, que ficou conhecida após ter sido baleada na cabeça ao sair da escola em outubro de 2012. A jovem cresceu em região conservadora do Paquistão, em Mingora, que em 2008 teve as escolas interrompidas pelos líderes do Talibã. A garota passou a lutar pelos seus direitos de estudar e é uma das ativistas mais jovens da história.

As Sufragistas:

O filme retrata a luta de mulheres no século XX, que ainda não possuíam direito de voto no Reino Unido. A protagonista enfrenta a opressão masculina, da polícia e dos seus familiares para voltar ao lar, mas ainda assim decide lutar pelos direitos das mulheres.

São tantas mulheres incríveis que poderíamos fazer uma lista interminável. Agora é só preparar a pipoca e se inspirar!


Postagens semelhantes